Quarta, 22 de Setembro de 2021 20:15
(62) 9 84257527
Saúde Tocantins

Governo do Tocantins contrata serviços especializados em Telerradiologia

Ação beneficiará pacientes de todas as unidades hospitalares geridas pelo Executivo Estadual

05/08/2021 17h20
80
Por: Lorena Lázaro Fonte: Secom Tocantins
Contrato prevê a realização de exames com emissão ágil de laudos e melhor qualidade nas imagens - Foto: SES/Governo do Tocantins
Contrato prevê a realização de exames com emissão ágil de laudos e melhor qualidade nas imagens - Foto: SES/Governo do Tocantins

Agilidade na emissão de laudos e, consequentemente, a rápida conclusão de diagnóstico e definição da conduta terapêutica, bem como melhor assistência e giros de leitos. Estes são alguns dos benefícios do Contrato nº 17/2021, entre a Secretaria de Estado da Saúde e a empresa Localmed Diagnósticos Médicos LTDA, para a realização dos serviços de Telerradiologia, nas áreas de tomografia computadorizada, radiografia convencional e contrastada, mamografias e ressonância magnética, a serem executadas em todos os hospitais geridos pelo Executivo Estadual, a partir deste mês.

O contrato com validade de um ano prevê o investimento (anual) de até R$ 7.646.932,80, que será pago mensalmente mediante a produção apresentada. “Todas as nossas unidades contarão com estes serviços, que sincronizados beneficiarão todos os usuários do SUS [Sistema Único de Saúde], que procuram nossos hospitais”, explica a superintendente de Unidades Hospitalares Próprias, Elaine Sanches.

Ainda segundo a superintendente, o contrato prevê também a disponibilização de equipe de médicos radiologistas – profissionais da empresa - a distância, em quantidade suficiente e tempo integral, 365 dias por ano. “Neste quesito, temos uma grande economicidade, uma vez que para atender a demanda atual, a Pasta teria que contratar 34 médicos radiologistas a mais que os atualmente contratados, conforme demonstra o Estudo Técnico Preliminar, causando um impacto anual estimado em R$ 14.160.000,00, na folha de pagamento”, pontua Elaine.

Além dos melhoramentos já mencionados acima, o contrato prevê a redução do tempo de internação, das transferências entre unidades hospitalares, da radiação emitida nos aparelhos de raios X e mamógrafos, o que culmina em uma melhor saúde para os trabalhadores, e, na diminuição dos prazos de entrega dos laudos, que passarão a ser de até no máximo 72 horas, sendo 2 horas para pacientes de urgência e emergência, 24 horas para pacientes internados, 48 para pacientes de Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon)e 72 horas para ambulatoriais.

Segundo o técnico da Gerência de Acompanhamento de Contratos de Suprimentos Hospitalares, Matheus Vieira Narciso, “a empresa será responsável por disponibilizar um banco de dados dos usuários, com os pedidos médicos, exames, laudos, idade, nome e sexo, o que possibilitará a visualização dos exames e laudos a qualquer momento e localidade, respeitando a lei de proteção de dados. Além disso, teremos a extinção da utilização de reveladores, o que reduz a exposição dos trabalhadores e pacientes a produtos químicos. Este é um momento de grande relevância para a saúde pública, em que temos agilidade e a universalização no acesso aos serviços, economia financeira e giro de leitos”, afirma.

Alguns equipamentos também serão instalados nos hospitais, bem como a digitalização de 24 aparelhos de raios X, instalados em todas as unidades hospitalares geridas pelo Executivo Estadual; digitalização de cinco aparelhos de mamografias - no Hospital Regional de Augustinópolis (HRAU), no Hospital Regional de Araguaína (HRA), no Hospital Regional de Gurupi (HRG), no Hospital Geral de Palmas (HGP) e no Hospital Regional de Dianópolis (HRD) - e a disponibilização e instalação de equipamentos de tomografia – em comodato - no HGP e HRA, além de laudos para os tomógrafos de Augustinópolis e Gurupi, locais que já possuem equipamentos.

“Estamos trabalhando para o cumprimento na integralidade da Resolução do Conselho Federal de Medicina nº 2.235/2019, que traz a obrigatoriedade de laudar qualquer tipo de exame por imagem e, também, o cumprimento integral das pactuações sobre estes exames, em cada região de saúde, as quais possuem uma grande demanda reprimida”, enfatiza o titular da SES, Edgar Tollini.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias