Quinta, 05 de Agosto de 2021 21:17
(62) 9 84257527
Dólar comercial R$ 5,25 0.57%
Euro R$ 6,21 +0.57%
Peso Argentino R$ 0,05 +0.51%
Bitcoin R$ 226.057,22 +0.24%
Bovespa 121.632,92 pontos -0.14%
Brasil DICAS

Como economizar nas despesas do condomínio com medidas sustentáveis

Ações de sustentabilidade ajudam a melhorar a qualidade de vida de moradores, e também a valorizar o patrimônio

20/07/2021 13h00
54
Por: Lorena Lázaro
Dr. Wilker Lucio Jales
Dr. Wilker Lucio Jales

Em todos os prédios, sempre vão ter aqueles vizinhos que reclamam, os que defendem e os que pensam que pode ser trabalhoso demais realizar mudanças. Contudo, o síndico é o responsável por tentar encontrar uma solução para apaziguar os ânimos, que pode ser complicado, mas extremamente necessário.

 

O advogado especializado em condomínios, Dr. Wilker Jales, conta que a sustentabilidade em condomínios são ações planejadas que abordam áreas ambientais, sociais e econômicas e devem ser priorizadas. “Ações sustentáveis são bem simples e nem sempre precisam de muitos recursos, apenas boa vontade e um pouco de conhecimento. Mas para isso, o ideal é o síndico debater com os moradores quais ações querem implementar, para assim, seguirem o melhor caminho com resultado garantido.”, afirma.

 

Segundo o especialista, as três atitudes sustentáveis a seguir são essenciais para colocar a ação em prática no seu condomínio:

 

 - Faça coleta seletiva e reciclagem: com a coleta, é possível separar, analisar e reutilizar o lixo. Os materiais recicláveis podem ser vendidos, gerando renda extra para o condomínio. O síndico deve estabelecer um espaço apropriado para que os moradores deixem o lixo, dividindo em categorias como metal, vidro, papel e orgânico. Em Brasília, existe uma campanha chamada “Campanha Cartão Verde”, organizada pelo Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal – SLU, que incentiva moradores a fazerem as correções quando estiverem separando os lixos errado.

 

 - Evite desperdício de água: para reduzir os gastos com água no condomínio, o ideal é implantar sistemas individuais, fazendo cada morador pagar pelo que consumiu. Um relógio para cada apartamento. Uma boa ideia também, é desenvolver campanhas que incetivam os moradores ao consumo consciente tanto para água quanto para energia. Pode parecer algo simples, mas cartazes espalhados pelos prédios são medidas importantes.

 

- Use lâmpadas LED: apesar de serem mais caras, são mais econômicas a longo prazo. Por ser um tipo de lâmpada com menor consumo energético, a troca irá reduzir cerca de 60% dos gastos com energia. O LED também proporciona maior durabilidade comparada com as fluorescentes comuns, durando anos a mais.

 

Existem diversas outras ações que podem ser implantas, basta o síndico juntamente com os moradores, fechar um plano estratégico para colocar em ação. É importante ressaltar que se o síndico se preocupa com a sustentabilidade no condomínio, ele não está fazendo a diferença só na vida dos moradores, mas também na cidade. De acordo com Dr. Wilker, outro ponto a ser considerado, é que essas mudanças não devem ser vistas como despesas, mas sim como investimento com retorno garantido.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias